Glutão

Posted on 24/06/2011

0


De novo meu avô paterno, Don José.
Vivendo em Madrid, em plena guerra civil, na cidade sitiada e bombardeada sem trégua pelo merda do Franco e suas tropas mouras, recebeu em casa que não tinha nenhuma janela com vidro intacta, um dileto amigo pantagruelesco. Era enorme e comia de acordo com seu tamanho. Naqueles tempos agitados da república sitiada, os víveres eram escassos e tinha que se tomar conta do que se comia. Isso quando se comia, o que não era regular.
Conversando alegremente e bebendo, que Espanhol pode faltar tudo menos bom vinho e papo alegre, veio à mesa, servido pela minha avó, uma gaucha braba, um enorme queijo redondo, recém comprado com alto custo nas ruas da Madrid elegante onde faltava tudo menos coragem.
O amigo gigante, pegou alegremente o enorme queijo redondo e colocou na sua frente. Meu avô olhou docemente e rindo para minha avó que estava prestes a estrangular o dileto amigo e disse:
– Oye hijo. Te lo vas a comer solo?
– Que no Don José. Me traes un poco de dulce de leche?
Anúncios