Na seleção, ganhar é uma obrigação

Posted on 26/07/2011

0


O Mano é um técnico. De clube. Na seleção não provou nada.

Pra mim técnico de seleção tem que ser meio explosivo, tipo chute no balde. Tem que ter uma puta personalidade. Não existe esse negócio de formar um time a longo prazo. Vai formar como? Com treinos nos fins de semana? Em amistosos?

Seleção brasileira tem que jogar SEMPRE bem e tem que ganhar. Tem que entra com esse espírito ganhador. Ora porra. A nossa história diz isso e a excelência de nossos jogadores também. Não há duvidas que temos excelentes jogadores.

 

Ou vc tem jogadores de personalidade que tomam conta do time e fazem a diferença, o que não temos hoje ou vc tem um técnico meio porra louca que une jogadores e forma um time meia na raça e no peito.

Em seleção brasileira eu sinceramente não acredito em planejamento a longo prazo. Seleção é momento. Seleção são os melhores, hoje, em cada posição. E o técnico tem que incutir neles um espírito de time. Espírito vencedor, que treino não existe.

E não vejo esse espírito no Mano. É educado, inteligente, ponderado, teórico. Mas seleção não é Socila.

O Dunga com todos seus erros tinha mais espírito de seleção. Ganhou mais, jogando mais. Só perdeu um jogo importante contra a Holanda que não podia perder. E cometeu vários equívocos na hora de chamar jogadores. Talvez o mais grave tenha sido não chamar o Ganso e o Neymar. Craque não se dispensa, já dizia o Saldanha, este sim um gênio no quesito espírito de seleção.

 

Eu devo confessar que pra copa de 2014 acho que o Mano não leva. Não sei se aguenta até la, mas se aguentar não leva.

Acho o Muricy uma melhor aposta. Tem o espírito de equipe. È um escroto mas não sou burro a ponto de negar esse espírito. E mais do que time, precisamos de espírito.

Seleção é coisa séria, porra.

Não temos hoje um jogador com personalidade pra botar a bola embaixo do braço e dizer; vamos resolver esta merda.

Então temos que ter um técnico que diga: eu vou resolver esta merda.

A mim não me convence esse negócio de dizer que estão trabalhando a longo prazo e o projeto é a Copa de 2014 e há que se ter calma. Calma? Meu amigo estamos levando sovas. E jogando mal. Sem um mínimo espírito de seleção. O discurso pode ser ótimo mas a pratica é uma merda.

E temos excelentes jogadores. Ou alguém duvida?

Qual o planejamento que vai ser feito agora? Qual a logística? Observar os adversários? Eu também faço isso sentado na minha poltrona coçando o saco. Observando os jogadores no mundo todo? Também faço isso. Visitando instalação que podem abrigar a seleção? Nada importante e a internet tem excelentes opções. Que mais? Escolher o cardápio, cuidar dos uniformes, das chuteiras? Escolher seus ternos? Alguém tem duvida da excelência das instalações da CBF?

A logística da seleção não é incumbência do técnico. Isso tem que estar pronto pra ele e se não estiver não é ele que vai resolver. Porque não é a função dele.

Técnico cuida de chamar os melhores e de incutir em todos o espírito de uma seleção. Na marra se for o caso. Para o esquema táctico tem que saber usar a inteligência dos jogadores e a sua própria porque treino não vai ter. Ou vc acha que com três ou quatro treinos adianta alguma coisa?

Quanto tempo leva um técnico nos times para montar um time? Quantos treinos? Quantos jogos?

Na seleção ele não tem nada disso. Mas também na seleção não tem campeonato de pontos corridos. È mata mata. È jogo a jogo.

E tem que ganhar. Qualquer outro resultado é uma merda. Jogador brasileiro tem que entender esta simples verdade. Na seleção, TEM QUE GANHAR. São 190 milhões de torcedores e 6 bilhões de admiradores.

E não interessa se é amistoso ou campeonato.

TEM QUE GANHAR. SEMPRE.

Tem que entrar com esse espírito.

Tem que sentir a pressão e tem que saber lidar com ela. E se o jogador não conseguir sentir esta pressão,se não souber lidar, cabe ao técnico ensinar. Agora tem que mostrar que é bom, no peito, na raça e na inteligência. Se não, não serve. Vai jogar la no time. Aqui é seleção brasileira.

 

O que aprendemos com as derrotas do passado na seleção? Porra nenhuma. Só nos frustramos.

Seleção se chama os melhores sempre, se incute o espírito de seleção na marra se necessário. Se mostra que isso não é time. È seleção brasileira de tantas glorias e ganhar não é um objetivo. O jogador de seleção brasileira tem que entender que ganhar é uma obrigação.

Na seleção brasileira de futebol, ganhar É UMA OBRIGAÇÃO.

Tem que entrar assim em campo. Com fogo nas ventas. Com olhos de sangue, babando. E deixa o talento e a inteligência fazerem o resto. Seleção brasileira não é joguinho burocrático. Seleção é ousadia. É ariscar e exercer seu talento, sua inteligencia e sua raça ao extremo, no limite. SEMPRE.

Jogar na seleção em qualquer jogo vestindo a amarelinha tem que ser como se fosse o jogo da vida. SEMPRE.

È assim que se treina o espírito.

 

Eu não gosto do Lucio. Mas quero ver em todos os jogadores o espírito do Lucio, a disposição do Maicon e a inteligência do Ganso. E a fundamental improvisação do Neymar.

Pronto. Só isso.

Raça, improvisação e inteligência gente. E espírito porra.

Isso vale principalmente pro Mano.

Anúncios
Posted in: FUTIBOL