A falencia das democracias representativas

Posted on 08/08/2011

0


O recente imbróglio nos Estados Unidos sobre a discussão orçamentária e que ainda não acabou tem levantado interessantes aspectos nas democracias representativas.

O que estamos vendo nos Estados Unidos é a total falência do sistema americano de representatividade. O congresso americano que é composto por duas casas representativas como em todo o mundo, a câmera dos deputados e o congresso só é composto por dois partidos o que já em si é uma contradição nas praticas democráticas. Cada casa é governada por uma maioria distinta. Na câmera dos deputados a maioria é Republicana, a oposição ao Obama. E no congresso a maioria é dos Democratas, a situação. Nos últimos anos, cada vez mais, a presidência americana tem governado através de medidas provisórias e decretos presidenciais deixando o congresso em uma situação de mero espectador de luxo do que ocorre na política pragmática. As recentes decisões da agencia reguladora das emissões de carbono que esta legislando pro ordens diretas presidenciais sem passar pelo congresso tem deixado os congressistas furiosos mas sem poder fazer nada.

O que vemos é uma enorme briga de ego. Os republicanos querem causar um terremoto que abale de vez os democratas e isto se reflita nas próximas eleições de 2012. Ou seja, é uma simples e banal briga por poder. Até ai nada demais. Se há um único poder é normal a briga para se chegar a ele. Essa falácia que os políticos sempre discursam que estão votando pelo bem do país é uma deslavada mentira. O que eles querem é chegar ao poder e usam qualquer atalho pra isso.

O que estamos vendo nos estados unidos não é nada diferente do que vemos aqui. A oposição tenta chantagear a presidência. Deslavadamente. Quer maior protagonismo e quer decidir os destinos do pais.

Mas quem foi votado para dirigir o pais não foi o presidente? Foi, mas os congressistas espertamente se esquecem disso e querem ser mais reis do que são. Eles dizem que também foram votados e é verdade. Mas não pra governar. Foram votados pra legislar. Ta na constituição, aquele livrinho que estes políticos nunca leram mas constantemente brandem na nossa cara.

Os republicanos estão chantageando escrotamente o Obama e este, um banana histórico esta aceitando mas faz um discurso de grandeza que ele definitivamente não tem. Em vez de usar a maioria que tem no congresso, fica com medo e aceita passivamente a chantagem escrota e perversa dos republicanos que nada mais querem do que estar no poder. A mesma coisa que os democratas fariam.

Eu acho que no fundo esta briga é benéfica. As consequências deste imbróglio, não tenho nenhuma duvida, será catastrófico para a economia americana, seja la qual for o plano aprovado. O estrago moral e econômico já foi feito e experientes e abalizados críticos como Paul Krugman e Jacob S. Hacker já contaram e analisaram isso em detalhes.

O meu otimismo incurável é que de toda esta briga necessariamente se fará um reflexão sobre os sistemas democráticos. Sobre os sistemas representativos.
Esta claro que quem tem que mandar é o Presidente. Certo ou errado, a voz de comando tem que ser uma e uma só. Nas relações humanas já vimos com sobras de exemplos que quando há uma grande discussão, quando há mesa redondas, comissões, reuniões e qualquer reunião para se decidir alguma coisa a única coisa que se decide é que ninguém decide merda nenhuma. São varias opiniões, todas elas inteligentes, arrazoadas, brilhantes que não chegam nunca a nenhum consenso. Na pratica manda um e o resto obedece.

Em uma sociedade utópica o certo seria o poder ser dividido por diferentes pessoas sábias e inteligentes que visam apenas o bem geral. Como em teoria seria o sistema parlamentarista que na prática não funciona tão bem assim. O problema não é o sistema. O problema são os homens.

A democracia é o poder do povo, pelo povo e para o povo. Mas escolhemos um pra mandar. E somente um. E esse que manda será criticado antes de tomar qualquer atitude. Porque o homem é assim.

Mas não importa. Ele foi escolhido pra mandar então tem que mandar. Simples assim. E é fundamental que não seja um banana.

Presidente é presidente e os deputados e senadores são apenas e tão somente legisladores, ou seja, discutem e aprovam leis e mais nada. Não mandam porra nenhuma nos destinos de um pais porque não forma eleitos pra isso. Acham que foram mas não foram. E tem que se resignar a sua insignificância uma tarefa quase impossível. Senador e deputado se acham mais reis que o rei.

O engraçado nesta zona que se transformou a briga sobre o orçamento no congresso americano é que o Obama tem uma arma poderosa nas mãos e que por covardia e por falta de culhão não usou até agora. São os poderes outorgados pela emenda numero 14, inciso quarto, da constituição americana que diz que o aumento no teto orçamentário , que é o que se esta discutindo no congresso, o presidente tem um poder unilateral de autorizar ou ignorar e que o congresso não pode legislar sobre isso. Caralho, se ta escrito, usa. A suprema corte já julgou varias ações sobre isso motivado pelas ações do Roosevelt na substituição dos contratos em ouro pelo padrão do dólar. Uma ação de 1935 em Perry VS United Sates em que se julgava os bonds com clausulas de pagamento em ouro emitidos pelos estados unidos para pagar os empréstimos dos estados sulistas na guerra civil e que tinham sido emitidos para garantir os empréstimos que os estados do sul contraíram com os Franceses e ingleses, o congresso legislou que estes bonds não eram legais e a suprema corte julgou que o congresso não tem poderes para legislar sobre o valor da moeda ou para invalidar as obrigações emitidas pelo governo dos estados unidos. Ou seja, dizia claramente que as dividas contraídas pelos Estados Unidos não podem ser desconsideradas. Não podem deixar de ser pagas. È exatamente o que se discute agora.

O Presidente tem poderes garantidos pela constituição e por decisões da suprema corte de pagar qualquer dívida contraída pelos Estados Unidos não importa o que. E o congresso não tem poderes para evitar. È o supremo que diz.

O que o Obama devia fazer é exatamente isso. Invocar seus direitos e pagar as dividas e estamos conversados. Mas não. Banana que é pede licença pra pagar o que TEM que pagar.

Esse cara deve pedir licença a Michele se ele pode cagar. Imagino como deve ser a foda deles. O que deveria ser algo normal e comum entre duas pessoas casadas e que supostamente se amam, deve ser uma penosa discussão sobre quem faz o que e quando. Uma merda.

O estrago político já foi feito. O estrago pragmático na economia já foi feito. O que causa a gangorra dos especuladores que estão em todas as bolsas é a incerteza e a falta de pulso dos mandantes nas economias gigantes. Esse bananismo explicito do Obama é um ótimo motivo para os especuladores fazerem o que faze: especular e com isso criam pânico em todos os mercados. Pânico fabricado, mas pânico. Ou alguém duvida que alguns vão ganhar zilhões nesta merda toda? A diferença entre as bolsas de valores e os cassinos de Las Vegas é que la as putas perambulam pelas mesas.

 E vcs acham que algum dos senadores, alguns dos deputados, alguém da casa branca irá sofrer a consequência de seus atos irresponsáveis? Pooooooorraaaa nenhuma.

Vão todos continuar vivendo muito bem

Igual aqui. Os nossos congressistas, iguais os congressistas americanos e do mesmo jeito que os congressistas de todas as democracias, fazem as merdas que fazem, irresponsavelmente, falam belos discursos que incendeiam as mentes obtusas, falam sobre democracia, liberdade e pátria, criam uma cagada monstra e vão pra suas casas pagas, comer sua boa e ótima comida, beber seus ótimos whisky e dormem tranquilamente com todas as suas contas pagas.

È hora de repensar essa porra toda chamada democracia representativa. Ou pelo menos diminuir o cinismo explícito.

Tentar não custa.

Anúncios
Posted in: POLITICA