Browsing All Posts filed under »ASSIM É A VIDA«

A mediocridade é uma merda

julho 17, 2012

0

  As pessoas que acham este século triste e medíocre andam lendo jornais e vendo televisão. E acreditam no que leem e veem. Ou então estão separados, tristes, angustiados e sem amigos. Ou não gostam de samba. Como diz o analista, eu não sei se foi o mundo que piorou ou se foi a cobertura […]

A diferença das igualdades

junho 26, 2012

0

Depois de ter sido promovido a bota, ando tendo ideias atávicas. Eu e a Ana. Quer dizer, eu. Não sei se a Ana anda tendo as mesmas ideias atávicas. Promovida ela também foi. E diga-se de passagem, somos, os dois, lindas botas pretas de cano longo. Não é pouca merda não. Temos que eventualmente sofrer […]

Armelindo del Toboso

junho 20, 2012

0

Armelindo Del Toboso tinha um nome estranho mas compensava com uma alma do tamanho do mundo. Armelindo não era lindo e nunca tinha sido, nem de bebe. Quando nasceu o confundiram com um protozoário de cepa sem registro e foi catalogado como descartável. Seu forte choro chamou a atenção de uma atenta enfermeira e a […]

A tortura e as atrocidades dos outros

junho 9, 2012

0

Tomás chegou quietinho e sorumbático. Andava amuado, pelos cantos, solitário, nestes últimos dias. Nem parecia que lia mais. Logo ele com uma enorme paixão por qualquer leitura. Era mal de amores. Agripino lia por ele e comentava. Anastácio estava inquieto.   – Ha um autor que diz que as atrocidades contra os direitos humanos são […]

Tomás, o crítico

maio 22, 2012

0

Tomás é o ranzinza por excelência da turma. É um critico feroz de tudo e de todos. Lê sofregamente todos os jornais do dia e todas as crônicas e vocifera contra a burrice endêmica que o cerca. Lê tudo, desde bula de remédio até o último Harry Potter, passando pelo Mircea Eliade, o Kolakowsky e […]

Aprender e não ensinar

maio 20, 2012

0

Agripino é um solitário. Não que isso seja um obstáculo a sua felicidade. Gosta de beber nos botecos da vida e come suas putas, quase todo os dias. Tem amigos que ouvem suas diatribes diárias e nunca dorme sozinho.  A sua solidão é intelectual. Os seus velhos amigos da época acadêmica ou estão mortos ou […]

A anarquia do tempo

maio 16, 2012

0

Herman Kraus, o anarquista, é um dileto amigo do Anastácio, o canalha. É alto, com mais de 2 metros de altura e quase o mesmo de largura. Tem uma cabeleira loura esvoaçante e bonitos olhos azuis. Uma vez deu um soco em um cavalo e o pangaré desmaiou na hora. Kraus é um animal e […]